segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Você pode lembrar?!

Falta tanta coisa na memória
Como o rosto dela
Falta tanto tempo no relógio
Quanto uma semana
Sobra tanta falta de paciência
Que me desespero
Sobram tantas meias-verdades
Que guardo pra mim mesmo
Sobram tantos medos
Que nem me protejo mais
Sobra tanto espaço
Dentro do abraço
Falta tanta coisa pra dizer
Que nunca consigo...

Basta as penas que eu mesmo sinto de mim...
Abraços!
Em breve, tralvez palavras de um futuro bom!

4 comentários:

Vinicius S. Cerentini disse...

'sobra tato espaço dentro do abraço'...
verdade, meu caro, verdade!
triste, simples e lindo, sr. poeta.

Thiago disse...

"Falta tanta coisa pra dizer
Que nunca consigo..."

Muitas vezes nao consigo dizer, apenas escrevo... soh assim consigo desabafar... Boa semana, e melhoras para nós...

Neida disse...

Um velho índio descreveu certa vez seus conflitos internos:

“Dentro de mim existem dois cachorros, um deles é cruel e mau o outro é muito bom e dócil. Os dois estão sempre brigando…”

Quando, então, lhe perguntaram qual dos cachorros ganharia a briga, o sábio índio parou, refletiu e respondeu:

“Aquele que eu alimentar…”

Flaviele Leite disse...

Ah mas eu já lembrei. De lhe dizer que isso aqui tá lindo!